G-WW0K142DL1 G-WW0K142DL1
top of page

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL

A Inseminação Intrauterina (IIU) foi um dos primeiros recursos utilizados pela Medicina Reprodutiva para ajudar os casais com dificuldade para engravidar. Também chamada de inseminação artificial, consiste na colocação de uma amostra de sêmen (já previamente preparada no laboratório) dentro do útero da mulher, para assim aumentar as chances do encontro dos espermatozoides com o óvulo e, portanto, da fecundação, ou seja, esse processo ocorre dentro do corpo da mulher, ao contrário da Fertilização In Vitro (texto aqui no blog) que ocorre no laboratório.

Esse procedimento também pode ser feito com sêmen de doador nos casos em que não são encontrados espermatozoides na amostra seminal.

É possível realizar essa tentativa com ciclo natural da mulher como também em um ciclo com estimulação ovariana, o que aumentaria as chances de gravidez. Considerado um procedimento de baixo risco, está indicado nos casos de infertilidade com duração menor que 3 anos, desde que o caso em questão cumpra outras particularidades, porém com uma taxa de sucesso menor que o da fertilização um vitro (FIV).

Você também pode se interessar pelos seguintes temas: Fertilização in Vitro, Período Fértil.


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page
G-WW0K142DL1