G-WW0K142DL1 G-WW0K142DL1
top of page

INCONTINÊNCIA URINÁRIA

Atualizado: 12 de mai. de 2020

Incontinência urinária ou perda involuntária de urina é um problema mais comum do que se imagina e por muitas vezes constrangedor. A gravidade da incontinência varia de caso para caso, algumas pessoas não conseguem segurar a urina apenas aos grandes esforços, outras não conseguem ao realizar simples ações como tossir E espirrar e isso diminui muito a qualidade de vida. Sua causa mais comum é o enfraquecimento do assoalho pélvico, ou seja, da musculatura que compõe a pelve feminina. Os fatores que contribuem e/ou causam são vários e incluem: alguns alimentos e medicamentos que acabam estimulando a bexiga ou aumentam o volume de urina produzido (cafeína, refrigerantes, álcool, uso de medicamentos para pressão alta, sedativos, etc); condições mais simples de serem tratadas como infecção urinária e constipação intestinal ou ainda por lesões persistentes causadas pela gravidez/parto. O tratamento da incontinência urinária depende do tipo de incontinência, da sua gravidade e da causa subjacente. Pode ser necessária uma combinação de tratamentos, como cirurgia, medicamentos e fisioterapia. O ideal é procurar ajuda quando os sintomas começarem a aparecer e obter um diagnóstico médico seguro, para assim iniciar o tratamento adequado. Tende a ser um quadro evolutivo, ou seja, que piora com o passar do tempo e tem um grau de associação moderada com as distopias genitais.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page